Vasto Mundo – Resenha

a-escritora-paulista-maria-valeria-rezende-1448567375025_615x470
73 anos e muita história para contar.

Maria Valéria Rezende é freira. E escritora. E militante.

Durante a ditadura militar, foi perseguida, tendo de se exilar e o viver lhe trouxe, além de sabedoria, muita matéria bruta que ela lapidou de forma magistral em seus livros ficcionais.

Vasto Mundo, livro de contos ( 2001, 2015, Alfaguara, Objetiva – 168 páginas) é, na minha opinião, um romance com narrativas menores interligadas, cujas histórias se desfolham com delicadeza e determinação. Um misto de Graciliano Ramos e João Guimarães Rosa, com uma escrita fluída, natural, que se esmera por manter a cadência de fala nordestina e que deixa o leitor confortável, como se estivesse ouvindo um causo à beira do fogão, chupando bagaço de cana (embora não tenha crescido no Nordeste, passei minha primeira infância rodeada por plantações de cana e uma das coisas das quais me lembro era de ficar ouvindo causos de assombração e chupando bagaço, perto do fogão). É tão bem escrito que você se convence de que cada uma das personagens é uma pessoa real e fica morrendo de vontade de saber como a vida delas prosseguiram. E como elas aparecem nas histórias que não são suas, o leitor vai pinçando, aqui e ali, os acontecimentos das vidas de todas elas e a impressão que fica, depois de acabada a leitura, é que são todas alguém de quem você ouviu falar, que mora lá longe e que leva a vida do jeito que é possível vivê-la.

É um livro curto, daqueles que lemos de uma vez só e que, ao terminá-lo, lamentamos muito o fato de não ser maior. Talvez por isso, já embalei na leitura de Quarenta Dias, da mesma autora, e já a terminei, mas esse fica para outro texto.

Recomendo demais. Um dos melhores livros nacionais que li nos últimos anos.

“Meus ouvidos de terra, pedra e cal ouvem, e aprendo. Creio ter compreendido que nisto consiste o serem humanos, em poderem ser narrados, cada um deles, como uma história.”

***** de 5.

Anúncios

Autor: veronyx

"I am not a smile." - SP

8 comentários em “Vasto Mundo – Resenha”

  1. Eu li “Quarenta Dias” há alguns dias, indicado pelo #LeiaMulheresRecife, e gostei muito muito muito. Nunca tinha ouvido falar na Maria Valéria Rezende, o que só reforça a importância de iniciativas como o Leia Mulheres. Bom demais.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s