“When all else fails, give up and go to the library.”

O título acima foi retirado do último livro que li: Novembro de 63, de Stephen King (11/22/63 – título original), publicado no Brasil pela Suma de Letras, com tradução de Beatriz Medina.

E o que aconteceu de importante em novembro de 1963? O assassinato de JFK, que de certa forma simbolizou o fim da era dourada americana, do otimismo esperançoso. Com a morte de Kennedy e a ascensão de Lyndon Johnson à presidência, a caça anticomunistas se intensificou, bem como a ação estadunidense no Vietnã.

E o assassinato de Kennedy é o ponto de partida e chegada do romance de King.

Dentre todas as personagens, duas em especial se destacam: Lee Oswald, o assassino e o homem do cartão amarelo. A vida imaginada de Oswald é contada em detalhes e é precisa em criar o perfil de um assassino não tão convicto de sua tarefa, mas disposto a executá-la. O homem do cartão amarelo é a metáfora encontrada por King para explicar o próprio tempo e seus efeitos nas vidas e na História. São nuances, dicas que ele insere no texto e que no todo formam um belo conjunto de ideias sobre uma questão renitente: E se pudéssemos mudar o passado?

O doutor Brown diria que qualquer coisa que mudássemos criaria um paradoxo e influenciaria no continuun espaço-temporal. King lança mão de uma frase que se repete de tempos em tempos, na voz de Jake Epping/George Amberson, protagonista do livro: “O passado é obstinado. O passado se harmoniza”.

Assim, tendo ocorrido ou não o assassinato de JFK, o passado sempre daria um jeito de não interromper o continuun, fazendo suas remendas, seguindo suas regras. O que mudaria caso Kennedy não fosse assassinado? No livro deu para Jake saber. Na vida, temos de aprender a viver com toda nostalgia da palavra se.

O livro virou série, infelizmente disponível só para assinantes do Hulu.

E ao terminar o livro, fiquei com a impressão que ele fala mais sobre o Tempo e sua influência nas nossas vidas do que de uma das muitas tragédias que atingiram a família Kennedy.

Anúncios

Autor: veronyx

"I am not a smile." - SP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s